Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

91 anos


publicado por tuga9890 às 12:47
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008

Locais - A Igreja do Sangue Derramado e de Todos os Santos Resplandecentes na Terra Russa

 

Com o final do domínio bolchevique em 1991, e a restauração da Igreja Ortodoxa ao seu papel tradicional na sociedade russa, começaram a levantar-se vozes em defesa da construção de um memorial digno à família Romanov no local da Casa Ipatiev. Foi organizada uma comissão do Estado composta por engenheiros, arquitectos, construtores, historiadores, políticos e representantes da Diocese de Ekaterinburgo para realizar os planos e juntar dinheiro para a construção do magnífico templo que começou a ser construído na encosta Vosnesensky. Em Dezembro de 1997, uma ordem providencial deu o incentivo final para a construção da igreja/memorial dedicada aos Romanov. Na medida do possível todos os materiais de construção e trabalhadores utilizados foram recolhidos da zona de construção.

 

estatua da família imperial realizada especialmente para a igreja

 

A arquitectura da igreja é Russa/Bizantina, o estilo arquitectónico mais usado pela família Romanov e o favorito do último Czar. O templo tem cinco cúpulas douradas que ocupam o espaço total de 8,84 metros quadrados.


A estrutura contém duas igrejas e um anexo patriarcal. O primeiro é ocupado pelo Memorial/Igreja do Sangue, um museu dedicado ao Czar Nicolau II e à sua família, um corredor memorial com ícones santos dos Romanov bem como relíquias de bronze de todos os czares da dinastia e também um “hall” de conferências que oferece lugar a 200 pessoas. A parede de ícones do primeiro andar é feita de porcelana e foi executada pelos trabalhadores de uma fábrica de porcelanas local.

 

a parede de icones

 

A igreja superior dedicada a Todos os Santos Resplandecentes na Terra Russa, tem uma área de 919 metros quadrados e é adornada com uma parede de ícones feita de mármore branco com 30 metros de comprimento e 11 metros de altura. A estrutura contém também um pilar erecto no local exacto onde a família foi executada e que pode ser visto de cima.

 

No dia 17 de Julho de 2003, exactamente 85 anos após o assassinato do Czar, da sua família e servos, o novo templo foi consagrado pelo arcebispo e bispos de Ekaterinburgo que receberam assistência de hieráticos de toda a Rússia e até do estrangeiro.

 

 

A igreja pode ser visitada na ulitsa Klary Tsetkin em Ekaterinburgo.

música: The Kooks - Shine On

publicado por tuga9890 às 13:28
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Julho de 2008

Notícia - Rússia Confirma Identidade dos Corpos

 

EKATERINBURGO, Rússia – Milhares de crentes da Igreja Ortodoxa Russa estão a preparar-se para se reunir na Quarta-Feira para dar inicio às cerimónias que marcarão os 90 anos sobre a execução do último Czar Nicolau II.

Este evento chega no momento em que testes de ADN confirmaram que os restos mortais encontrados na região Ural no Verão passado pertencem efectivamente aos filhos assassinados do Czar, Alexis e Maria.

“Os resultados finais dos testes de AND confirmaram a hipótese de que a segunda sepultura continha os restos mortais da Grã-Duquesa Maria e do Czarevich Alexis,” disse em declaração o prossecutor.

Estão agendadas várias rezas ao longo do dia em vários locais de Ekaterinburgo nos Montes Urais, onde Nicolau e a sua família passaram os seus últimos meses, disse o Arcebispo Vikenty de Ekaterinburgo.

As cerimónias culminarão com uma vigília que durará toda a noite na Igreja do Sangue Derramado, um templo construído no local onde se encontrava a casa onde a família passou os últimos meses antes de ser assassinada nas primeiras horas de 18 de Julho de 1918 por agentes bolcheviques.

Na Quinta-Feira de madrugada, os fiéis irão caminhar numa procissão solene até à mina destruída a 18 quilómetros de distância onde os corpos de Nicolau, da sua esposa, dos 5 filhos, do médico e de 3 servos foram inicialmente largados.

A atitude russa em relação ao assassinato dos Romanov transformou-se radicalmente desde o colapso da União Soviética em 1991.

A Igreja Ortodoxa é agora apoiada ao mais alto nivel pelo estado e dedicou-se à preservação da memória da família, canonizando-os e erguendo a Igreja do Sangue Derramado em sua honra.

Com peregrinos a chegar de toda a Rússia, uma das presenças mais notadas das cerimónias será a descendente da família Romanov, a Grã-Duquesa Maria Vladimirovna que afirma ser a herdeira legitima de Nicolau. Ela deverá viajar da sua casa em Madrid, Espanha.

Reflectindo desentendimentos internos, outro ramo de descendentes Romanov deverá estar presente em São Petersburgo onde aqueles que se pensam ser os restos da restante família estão enterrados há dez anos.

O Presidente Dimitri Medvedev não é esperado em nenhuma das cerimónias devido a precauções com o passado de Vladimir Putin ligado ao KGB.

Vladimirovna tem lutado sem sucesso uma campanha nos tribunais em favor da restauração de poderes de Nicolau e da sua família sem os quais, diz ela, os seus antecessores continuarão a ser considerados “inimigos do povo”.

 

 

 


publicado por tuga9890 às 23:40
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

Locais - A Casa Ipatiev

 

Quando foi decidido prender a família Romanov em Ekaterinburgo, uma cidade mineira no centro da Sibéria, os bolcheviques escolheram uma casa localizada no centro histórico da cidade na Rua Voznessenki para ser usada como prisão.

O nome da casa vem do nome do seu proprietário, Nikolai Ipatiev. Este homem viveu com a sua família no primeiro andar da casa e usou os quartos subterrâneos como escritórios para o seu negócio de metalúrgica.  Era uma casa espaçosa (18 por 31 metros quadrados) e moderna com electricidade, telefone e até uma casa-de-banho com lavatório (muito raro na altura). A casa tinha também um terraço e um pequeno jardim com algumas árvores e arbustos.

 

A vedação de madeira da casa Ipatiev

 

A casa foi construída em 1897 por um homem chamado Andrei Redikortsev, que era um engenheiro nas minas de ferro. Mas Andrei estava envolvido em casos de corrupção e foi obrigado a vendê-la a outro homem, IG Charaviev. Este homem também trabalhava no negócio mineiro, mas nas minas de prata no Oeste dos Montes Urais. Em 1908, Charaviev vendeua casa a Nikolai Ipatiev por 6000 rublos.

 

Dez anos depois, no dia 27 de Abril, os bolcheviques ordenaram a Nikolai que abandonasse a sua casa dentro de dois dias depois de guardar todos os seus bens num pequeno quarto fechado no andar de baixo, mesmo ao lado da cave

 

a casa Ipatiev  na  cidade de Ekaterinburgo

 

A família imperial viveu na casa desde Abril até Julho, sob condições lastimáveis onde faltavam a privacidade e o respeito. Todos os dias tinham apenas uma hora para abandonar o seu interior e passear pelo jardim.

 

o jardim da casa Ipatiev

 

Na  casa as quatro Grã-Duquesas partilhavam um quarto enquanto que os seus pais e Alexis se reuniam noutro. Quase todos os dias os bolcheviques surpreendiam a família e os poucos acompanhantes que restavam com inspecções surpresa.

 

 

patamar superior

 

A família foi assassinada na cave da casa na madrugada do dia 18 de Julho de 1918. Nas suas paredes, um dos carrascos escreveu:

 

"E na mesma noite, Belsaczar foi morto pelos seus próprios escravos"

 

Trata-se de uma referência ao último rei da Babilónia, Belsazar, onde foi acrescentada deliberadamente a palavra "czar.

 

cave da Casa Ipatiev após o assassinato

 

Outras imagens da casa:

 

 

sala de desenho

 

sala de jantar

 

quarto das Grã-Duquesas

 

quarto de Nicolau, Alexandra e Alexis

 

detalhe da parede do quarto do czar

 

Após a morte dos Romanov a casa teve muitos usos.

Logo em 1923, as fotografias da casa foram espalhadas pela imprensa Sovietica como “o último palácio do último czar”. Em 1927, a casa foi introduzida num ramo do Museu da Revolução dos Montes Urais. Depois disso tornou-se numa escola de agricultura para, em 1938, se transformar num museu Anti-religioso. Durante este período era costume os membros do partido comunista que visitavam a casa tirar fotografias junto da parede danificada pelos assassinatos do czar e da família na cave. Em 1946 tornou-se a sede do Partido Comunista local. Em 1974 foi oficialmente registada como “Monumento Histórico da Revolução”, no entanto, para embaraço do governo, a casa estava a tornar-se um popular local de peregrinação para aqueles que queriam honrar a memória da família imperial.

 

 

Em 1978, à medida que o 60º aniversário da execução da família se aproximava, o Politiburo decidiu tomar medidas, declarando que a casa não tinha “importância histórica suficiente” e ordenou a sua demolição. Esta tarefa passou para as mãos de Boris Iéltsin, responsável pelo partido local que demoliu a casa em Julho de 1977. Mais tarde ele escreveu nas suas memórias publicadas em 1990 que, “mais cedo ou mais tarde todos estaremos envergonhados com este exemplo de barbaridade”. Mas apesar desta acção, os peregrinos continuavam a chegar ao local, muitas vezes em segredo, a meio da noite. Muitos deixavam as suas lembranças no local vazio.

 

 

Após a queda da União Soviética foi erguida uma cruz no local onde se encontrava a cave, de forma a não esquecer as atrocidades lá cometidas. No momento em que esta cruz foi colocada, existem relatos de que, no meio do dia cinzento e cheio de nuvens, um raio de sol a iluminou durante 40 minutos apesar de o dia continuar escuro.

 

Mais tarde seria construída a Igreja do Sangue Derramado de Todos os Santos perto do local para que todos pudessem prestar a devida homenagem aos Romanov.

 

a cruz representando o local onde se encontrava a cave

música: Iron & Wine – "Sunset Soon Forgotten"

publicado por tuga9890 às 18:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 37 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.Fotos

Há quem diga que todos os segundos da vida dos Romanov foram documentados em fotografia. Aqui ficam alguns exemplos:

.Questionário


Get your own Poll!

.Vídeos

.tags

. todas as tags

.links

.posts recentes

. 91 anos

. Locais - A Igreja do Sang...

. Notícia - Rússia Confirma...

. Locais - A Casa Ipatiev

.Visitas

web polls easy
web polls

SAPO Blogs

.subscrever feeds