Sexta-feira, 11 de Julho de 2008

Curiosidades - Se a Rússia se tornasse novamente numa monarquia...

Quem seriam os herdeiros legitimos ao trono?

 

Muitos acreditam que toda a dinastia Romanov desapareceu em 1918, mas a verdade é que, nos dias de hoje, os descendentes das antigas famílias imperais russas ainda vivem e estão espalhados por todo o mundo.

 

Neste momento existe uma luta ao trono no caso remoto de a Rússia se tornar novamente numa monarquia que se desenrola entre dois membros da família:

 

 

Nicolau Romanov, Príncipe da Rússia

 

 

Nicolau Romanovich Romanov, Principe da Rússia, nasceu no dia 26 de Setembro de 1922 e é o principal pretendente para a chefia da Família Imperial Romanov. Ele é o líder da Associação da Família Romanov e, apesar de ser um descendente directo do Czar Nicolau I da Rússia, os seus direitos são altamente controversos devido ao facto de o casamento dos seus pais violar as Leis da Rússia Imperial.

 

Ele foi eleito presidente da Associação da Família Romanov em 1989, a seguir à morte do Príncipe Vasili Alexandrovich que a tinha liderado desde a sua fundação em 1979. A associação tem como membros a maioria dos descendentes masculinos de Nicolau I e o número exacto de membros que participam nas suas actividades é desconhecido. Outros pretendentes à chefia da família como a Grã-Duquesa Maria Vladimirovna ou o seu pai Grão-Duque Vladimir Cyrllovitch nunca foram membros.

 

A posição oficial da Associação é que os direitos da família ao trono foram extintos quando o Czar Nicolau II abdicou em favor do seu irmão Miguel que deferiu o seu direito ao trono até estes serem reconhecidos por uma Assembleia Constituinte. O Czar Miguel II, como era referido por Nicolau II, não abdicou mas deu poderes ao Governo Provisório. O Príncipe Nicolau considera que, após a morte do Grão-Duque Vladimir em 1992, ele é agora o chefe legítimo da família e sucessor por direito. Ele é reconhecido pelo Almanaque de Gotha, mas continua a lutar pelos direitos com a sua prima Maria Vladimirovna.

 

 

Grã-Duquesa Maria Vladimirovna

 

A Grã-Duquesa Maria Vladimirovna nasceu no dia 23 de Dezembro de 1953 em Madrid e tem dedicado a sua vida à luta pelos seus direitos à chefia da família Romanov, especialmente desde a morte do seu pai em 1992.

 

O pai de Maria Vladimirovna, Vladimir Cyrillovich, era visto por alguns como o último representante verdadeiro da dinastia Romanov, no entanto o direito de ela se tornar líder da família foi questionado pela Associação da Família Romanov devido às leis de sucessão Paulistas que impedem uma mulher de suceder ao trono. A Associação também salientou o facto de, durante os anos 20, Maria Feodorovna e outros membros da família não terem reconhecido o seu avô Cyril Vlasmirovich como sucessor legitimo por este ter abandonado o Czar para se juntar à Revolução, o que representa traição do mais alto nível.

 

Quanto a apoiantes, Maria Vladimirovna tem, entre outros, a sua corte, a maior parte da Igreja Ortodoxa Russa e grande parte das sociedades da Nobreza Russa, incluindo a mais influente Associação da Nobreza Russa, alguns membros da Associação da Família Romanov e algumas organizações pro-monarquistas.

 

Quando foram descobertos os restos mortais do Imperador Nicolau II e da maior parte da família em 1991, Maria Vladimirovna não reconheceu a sua autenticidade e recusou participar na cerimónia de enterro em 1998.

 

Maria foi declarada herdeira do trono pelo seu pai no dia 23 de Dezembro de 1969, o que causou revolta entre os representantes masculinos. A declaração do seu avô como Czar em exílio foi altamente disputada entre a família onde um membro chegou mesmo a afirmar: “Dizer que a família está dividida é um eufemismo. A família está completamente louca.”

 

Maria tem esperança na restauração da monarquia um dia e participa em vários grupos pró-monarquistas, mas as estatísticas mostram que esse dia está muito longe.

 

Alguns dos descendentes da família Romanov no dia do funeral de Nicolau II e da família

música: The Hours - "Love You More"

publicado por tuga9890 às 19:54
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Ruy carlos Barreto Ribeiro a 31 de Maio de 2013 às 13:11
O que está escrito não apaga-se da noite para o dia,pode levar séculos e séculos,mas o dia chegará.
Regime \'MONÁQUICO NA RÚSSIA ESTÁ POR>VIR\'.


De Ruy carlos Barreto Ribeiro a 31 de Maio de 2013 às 13:14
O que está escrito não apaga-se da noite para o dia,pode levar séculos e séculos,mas o dia chegará.
Regime \'MONÁQUICO NA RÚSSIA ESTÁ POR>VIR\'.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.Fotos

Há quem diga que todos os segundos da vida dos Romanov foram documentados em fotografia. Aqui ficam alguns exemplos:

.Questionário


Get your own Poll!

.Vídeos

.tags

. todas as tags

.links

.posts recentes

. O blog encontra-se agora ...

. Casamentos Morganáticos -...

. Reacção do Grão-duque Pau...

. Outros - Entrevista à Grã...

. Outros - Entrevista à Grã...

. Notícias - Mais um álbum ...

. Os Ramos da Família Roman...

. Curiosidades - Possível f...

. Filme - "Catherine, the G...

. Outros - Vitória Battenbe...

. Os Ramos da Família Roman...

. Os Ramos da Família Roman...

.Visitas

web polls easy
web polls

blogs SAPO

.subscrever feeds